f Portal BSD: Satélite - TV Digital - IPTV - 3DTV - INTELSAT 29E em 50.0º W - comentários em geral.

SatClube Fórum Patrocinado Por

Você está no fórum Satélite
Apoie-nos!!!

Doe mais que seu tempo e ajude o PORTAL BSD a se manter em atividade. Aqui, compartilhamos o conhecimento, mas precisamos dividir, igualmente, os custos do site.

CLIQUE AQUI e saiba mais detalhes de como nos ajudar.


Responder tópico
INTELSAT 29E em 50.0º W - comentários em geral.
Pág. Anterior  1, 2, 3

BANDAKA
sao paulo - sp
br.gif
Mensagem: #41
10/04/2019, 13:05

serviço pessima qualidade satelite ja virou lixo espacial

Enviar mensagem privada Responder com citação Exibir o perfil do usuário


Bruno Caputo
São João del-Rei - Minas Gerais
Mensagem: #42
10/04/2019, 14:56

Intelsat relata interrupção de serviço da Intelsat 29e

Clientes fazendo a transição para a capacidade de restauração

Luxemburgo, 10 de abril de 2019 - A Intelsat, SA (NYSE: I) anunciou hoje uma interrupção no serviço do satélite Intelsat 29e, que continua a afetar os clientes das operadoras marítimas, aeronáuticas e sem fio nas regiões da América Latina, Caribe e Atlântico Norte.

No final de 7 de abril, o sistema de propulsão Intelsat 29e sofreu danos que causaram um vazamento do propulsor a bordo do satélite, resultando em uma interrupção do serviço aos clientes no satélite. Enquanto trabalhava para restaurar os serviços, em 9 de abril, o satélite sofreu uma segunda anomalia que causou uma perda de comunicações com o satélite. A comunicação com o satélite tem sido intermitente. A Intelsat continua a trabalhar com a fabricante do satélite, a Boeing, na recuperação da comunicação. A equipe da Intelsat voltada para o cliente está focada na migração de serviços ao cliente da Intelsat 29e para outros satélites da Intelsat que atendem a região, bem como serviços de terceiros.

A Intelsat não determinará o impacto financeiro até a conclusão da missão de recuperação.

Sobre a Intelsat
A Intelsat SA (NYSE: I) opera a primeira Rede Globalizada do mundo, fornecendo serviços de vídeo e banda larga de alta qualidade e com boa relação custo-benefício em qualquer lugar do mundo. A Rede Globalizada da Intelsat combina o maior backbone de satélite do mundo com infra-estrutura terrestre, serviços gerenciados e uma arquitetura aberta e interoperável para permitir que os clientes gerem receita e alcance por meio de uma nova geração de serviços de rede. Milhares de organizações que servem bilhões de pessoas em todo o mundo confiam na Intelsat para fornecer conectividade onipresente de banda larga, transmissão de vídeo em vários formatos, comunicações por satélite seguras e serviços de mobilidade sem interrupções. O resultado final é um mundo inteiramente novo, que nos permite visualizar o impossível, conectar sem fronteiras e transformar as formas em que vivemos. Para mais informações visite www.intelsat.com .

Contato
Dianne VanBeber
Vice-Presidente de Relações com Investidores
Dianne.vanbeber@intelsat.com
+ 1-703-559-7406

Enviar mensagem privada Responder com citação Exibir o perfil do usuário


admleorazera
Salvador - Bahia
Mensagem: #43
11/04/2019, 09:33

Neste satélite, só tínhamos 02 canais brasileiros, que são: a TV Pajuçara (Record AL) e a RBC (Igreja Assembléia de Deus PE). Vale lembrar que a TV Pajuçara recentemente havia migrado do Intelsat 14 e a RBC tempos atrás tinha sinal no Star One C1.

Enviar mensagem privada Responder com citação Exibir o perfil do usuário Visitar o website do usuário MSN Messenger


Francisco Crispim
Itajaí - SC
br.gif
Mensagem: #44
11/04/2019, 21:16
Administrador

BANDAKA escreveu:
serviço pessima qualidade satelite ja virou lixo espacial


Isso nada tem haver com qualidade.
Incidentes espaciais é possível ocorrer com qualquer satélite no espaço.
Pode algum lixo espacial atingiu o mesmo.


Abs.

Enviar mensagem privada Responder com citação Exibir o perfil do usuário Visitar o website do usuário MSN Messenger


mjorge
Palmeira dos Índios - Alagoas
br.gif
Mensagem: #45
13/04/2019, 11:21

Além de lixo espacial, os satélites podem sofrer danos por micrometeoritos, do tamanho de grãos de areia, mas devido à grande velocidade podem fazer um bom estrago se trombarem em satélites. Outros perigos são os raios cósmicos e as tempestades solares, que podem danificar os circuitos eletrônicos do satélite.

As chances desses eventos ocorrerem são bem pequenas, mas acontecem. É por isso que os operadores de satélite sempre procuram ter mais de um satélite em sua frota, para algum servir de backup caso algum satélite sofra alguma avaria mais severa. Até mudança de posição orbital pode acontecer, se o satélite for voltado para o público doméstico (é o caso das DTHs). Se o C2 sofresse uma avaria bem grave, por exemplo, certamente a Star One iria mudar a posição orbital de algum de seus satélites para a posição 70° W, por causa dos clientes da Claro TV e das milhões de parabólicas banda C apontadas para esse satélite.

Enviar mensagem privada Responder com citação Exibir o perfil do usuário MSN Messenger


RafaSciarini
Ourinhos - São Paulo
br.gif
Mensagem: #46
13/04/2019, 21:05

Parece que está morto o menino IS-29e... Sad

Retirado de https://arstechnica.com/science/2019/04/new-video-of-intelsat-29e-satellite-reveals-dramatic-anomaly/



Novo vídeo do satélite Intelsat 29e revela “anomalia” dramática
O problema da Intelsat 29e ocorre em meio a uma série de questões de satélite em órbita geoestacionária.

Depois que outro satélite saiu de serviço em órbita geoestacionária esta semana, pelo menos temporariamente, novos dados agora sugerem que a espaçonave pode não ser recuperável.

Na quarta-feira, a operadora de satélites Intelsat reconheceu uma "falha de serviço" em seu satélite Intelsat 29e, que afetou clientes de operadoras marítimas, aeronáuticas e sem fio na América Latina, Caribe e Atlântico Norte. Durante o incidente de domingo, 7 de abril, o sistema de propulsão da espaçonave "sofreu danos que causaram um vazamento do propelente a bordo do satélite", disse Intelsat. Naquela época, a Intelsat perdia periodicamente a comunicação com o satélite, mas a empresa estava trabalhando com seu fabricante, a Boeing, para restaurar a conexão.

Desde que foi alertada sobre a anomalia no domingo, a empresa rastreia o Intelsat 29e com pelo menos dois telescópios em todos os momentos, disse o presidente-executivo da empresa, Doug Hendrix, ao Ars. Na quinta-feira, um desses telescópios capturou o vídeo embutido abaixo, mostrando uma contínua fragmentação do satélite durante um período de quatro horas. A bola de luz no centro é Intelsat 29e, e as estrias são estrelas de fundo. Primeiro, há uma série de eventos anormais de saída de gás da espaçonave, após os quais um halo persistente permanece. À medida que o halo se dissipa, existem vários fragmentos que continuam sendo rastreados.

Antes do incidente de quinta-feira, o satélite estava à deriva em cerca de 0,5 graus por dia, a leste. Após a sequência de eventos, esse movimento de deslocamento aumentou para 1 grau por dia, disse Hendrix. O satélite principal e várias das peças de detritos estão agora em órbitas que atravessam a altitude geossincrônica.

Por enquanto, Hendrix disse que a empresa trabalhará para trás, revendo dados para tentar determinar se algum tipo de evento externo, como um micro-meteorito ou detritos existentes no ambiente geoestacionário, poderia ter causado o problema inicial com o satélite, que era apenas três anos e perto do início de sua vida em órbita. "Quando há uma anomalia como essa com um satélite jovem, isso nos compele a entender o ambiente externo", disse ele.

A anomalia da Intelsat 29e ocorre em meio a uma série de questões de satélite em órbita geoestacionária, onde grandes satélites de comunicação e observação podem olhar para a mesma área do planeta sem gastar combustível para manter sua posição. Durante os últimos dois anos, satélites como o AMC-9, o Telkom-1, o AMOS-5, o Eutelsat-33B, o EchoStar-3 e o Galaxy 11 experimentaram anomalias orbitais.

"Nossa equipe está analisando esses dados para identificar possíveis tendências, semelhanças e causas potencialmente comuns com incidentes", disse Hendrix. "Estamos esperançosos de que nossa análise encontre evidências convincentes para entender o que aconteceu com a Intelsat 29e, e possivelmente com anomalias de órbita anteriores".

https://www.youtube.com/watch?v=aqPrVn71IqY

Enviar mensagem privada Responder com citação Exibir o perfil do usuário


IgorSl
São Luís - Maranhão
br.gif
Mensagem: #47
13/04/2019, 23:51

Parece que aconteceu algo grave com o funcionamento desse satélite, tanto que apresentou uma segunda anomalia depois da primeira que interrompeu tudo de comunicação.
Acho difícil recuperar, deu uma pane por algum motivo que ainda será apurada pela operadora que comprometeu o mesmo, por isso já estão migrando os sinais dele pra outros da frota, esse Intelsat 34 que a TV Pajuçara vai migrar é mais velho que o sofreu danos se recordo, uma fatalidade, já que está no espaço isso pode ocorrer, pode ter sido um dos motivos desse desalinhamento. Saiu mesmo de órbita, não está mais em 50º? não tenho antena nele então não sei o que está ocorrendo, só soube depois de ler algumas notícias que não estava nada bem.

Olha o que o inesperado faz quando ocorre algo assim e não se sabe definir o que seria, interrompe as comunicações, sinal das emissoras gerando prejuízo, a operadora desesperada pra recuperar o satélite sem saber o que fazer e sem ter devido sucesso, é um transtorno grande, muito bem que não aconteceu algo parecido com o C2, seria um abacaxi daqueles pra resolver já que é muito sinal e muitos fundamentais de tv que seriam interrompidos e deslocamento pra outros seria um problema extra, sempre complicado quando acontece algo igual e satélite para do nada de transmitir sinal.

Enviar mensagem privada Responder com citação Exibir o perfil do usuário MSN Messenger


FagnerMoura
Diadema - SP
Mensagem: #48
15/04/2019, 04:53

Pior seria se o satélite provocasse um efeito dominó e atingisse satélites vizinhos. Pode ser que algum meteorito o atingiu. Só sei que nesses onze anos acompanhando as transmissões via satélite, é a primeira vez que vejo algo assim. Antes, sabia de anomalias causadas no lançamento ou o substituto do IS805 que caiu no mar.

Enviar mensagem privada Responder com citação Exibir o perfil do usuário


mjorge
Palmeira dos Índios - Alagoas
br.gif
Mensagem: #49
23/04/2019, 06:21

O Intelsat 29 E está definitivamente morto, perda total. Acho que estavam tentando recuperá-lo para, pelo menos, deixá-lo em órbita inclinada, mas nem isso conseguiram.

Tele Síntese escreveu:


INTELSAT COMUNICA PERDA TOTAL DE SEU SATÉLITE 29E


A Intelsat anunciou que perdeu, no dia 18, um de seus satélites.

Conforme o comunicado divulgado pela empresa no dia 18, ” anomalia divulgada anteriormente em 10 de abril de 2019 resultou na perda total da espaçonave Intelsat 29e. Um conselho de revisão de falhas foi convocado com a fabricante do satélite, a Boeing, para concluir uma análise abrangente da causa da anomalia.

No final de 7 de abril, o sistema de propulsão Intelsat 29e sofreu danos que causaram um vazamento do propulsor a bordo do satélite, resultando em uma interrupção do serviço aos clientes no satélite. Enquanto trabalhava para recuperar o satélite, ocorreu uma segunda anomalia, após a qual todos os esforços para recuperar o satélite não tiveram sucesso.”


Link da notícia: http://www.telesintese.com.br/intelsat-comunica-perda-total-de-seu-satelite-29e/

Enviar mensagem privada Responder com citação Exibir o perfil do usuário MSN Messenger


Andre Camargo
Itu - SP
br.gif
Mensagem: #50
25/04/2019, 10:30
Colaborador Canais

Uma matéria do Teletime fala em clientes sendo migrados pro IS-37e. Quem tiver possibilidade fique de olho nos 18°W que é a posição orbital dele. Até agora os únicos canais encontrados já estavam lá antes da pane.

Enviar mensagem privada Responder com citação Exibir o perfil do usuário


Página 3 de 3 Pág. Anterior  1, 2, 3
As mensagens publicadas são de responsabilidade de seus autores

Publicidade

  • E-Shop Satélite Crispim
  • VCFAZ
Desenvolvido por Danilo Rodrigues


BSD SHOP - Radio BSD - BSD TV
Contato - Atualizar Satélite - Atualizar Canais Terrestre
Fone: (11) 4526-6791 | E-mail: contato@portalbsd.com.br